Textos



08 de Março de 2018
NOTA DE ESCLARECIMENTO
Resultado de imagem para náufrago

Se você acompanha o Cartunfólio já deve estar se perguntando por que não tem saído tiras novas nos últimos meses. Além da baita preguiça, descubra agora cinco motivos pelos quais o Cartunfólio deu uma sumida.

Estava de férias

Resultado de imagem para praia de pobre

Não basta ser um cartunista vagabundo, eu tiro férias. Todo ano, no mês de dezembro eu dou uma parada para respirar, viajar, curtir a família e claro, desentupir a caixa de gordura, limpar a calha, capinar o quintal, tirar os carrapatos do cachorro, limpar a papelada entulhada na carteira, tirar a gambá do forro, jogar o rato morto pro quintal do vizinho, limpar os buraquinhos do chuveiro, enfim... A questão é: - Se eu tiro apenas um mês de férias, por que o Cartunfólio tá tanto tempo sem postar nada? Durante as férias eu costumo postar tiras antigas, mas nem isso tenho postado e o motivo vem a seguir...


O Facebook me bloqueou


Resultado de imagem para bloqueio do facebook
Isso mesmo, o Facebook me bloqueou umas quatro vezes seguidas. Dessa última fiquei um mês sem poder postar, curtir ou comentar nada. Tudo graças a nova política de censura do Facebook. No ano passado a empresa adotou uma rígida política de censura à postagens de natureza ofensiva, discurso de ódio, racismo e coisas do gênero.  O conteúdo é identificado por meio de denúncias dos próprios usuários da rede e analisado por moderadores, que caso identifiquem algo que viole as regras de conduta da rede social apagam sumariamente o conteúdo e por punição bloqueiam o usuário por um tempo determinado. Até aí tudo bem, é louvável que este tipo de conteúdo não seja tolerado e os usuários responsáveis por tais publicações sejam punidos quem sabe, até com cinquenta chibatadas no lombo. O problema é que por algum motivo os moderadores do Facebook tem uma enorme dificuldade em interpretar texto e imagens. Graças a uma tira que abordava o tema "nazismo" com o intuito de criticar, vejam só, o racismo, uma de minhas tiras foi apagada e eu fui bloqueado. Qual foi o funcionário do Facebook que leu essa tira? Ele sabia ler? Ou só olhou a figurinha e disse: "- Nossa, que tirinha colorida, muito bem desenhada... O que são isso dentro dos balãozinhos? Ah, são letras... Elas devem estar querendo me dizer alguma coisa... Ah, dane-se... Tem uma suástica aqui. Está bloqueado."
Isso se repetiu em outras tiras, abordando justamente questões como racismo e discurso de ódio. Até tiras antigas que acabei repostando caíram na malha fina dos censores. Pelo visto daqui para frente terei que ficar cheio de dedos quando tiver que fazer uma crítica à algo polêmico. Mas esse não é o único motivo pelo qual o Cartunfólio deu uma sumida...






 Preciso arrumar dinheiro

Resultado de imagem para prostituindoHá quem diga que o Cartunfólio recebe dinheiro do PT. Se isso é verdade esse dinheiro deve estar indo pro bolso de alguma empreiteira, porque até agora não chegou um centavo por aqui.
A verdade é que não ganho nada fazendo quadrinhos. Esse é um trabalho que faço nas horas vagas, por paixão e pura necessidade estética de produzir. Mas minha família não se alimenta de paixão. Preciso trabalhar para comprar comida pro cachorro, leite de perereca asiática para minha filha que é alérgica e joias caríssimas que minha esposa exige para permanecer comigo. Ganho a vida dando aulas de artes para adolescentes malcriados comedores de fandangos, me dividindo em três escolas diferentes durante a semana. No tempo vago, sento pra estudar, pesquisar, rabiscar e criar as tiras que vocês tanto adoram odiar. Mas nos últimos meses esse "tempo vago" está cada vez mais escasso. Isso porque...

Minha filha nasceu
Resultado de imagem para bebe feioSim, senhoras e senhores, minha pequena herdeira nasceu, e eu estou feliz da vida. Feliz e desesperado, como qualquer pai. Tempo vago para trabalhar virou artigo de luxo. O que me sobra, na maioria das vezes, são silenciosas e cansativas madrugadas. Por isso atrasei tanto as tiras no ano passado. Graças a essa e tantas outras situações o Cartunfólio foi obrigado a tirar férias um pouco mais espaçadas. Mas se acha que eu estive esse tempo todo parado, coçando o saco, fique sabendo que sim, estava. Mas entre uma coçadinha ou outra venho bolando algumas novidades para 2018.


Novidades
Todo esse tempo de hibernação do Cartunfólio, me fez pensar em estratégias para otimizar os conteúdos e as mídias que utilizo. Daí pensei em algumas coisas que poderiam mudar ou até mesmo surgir. A primeira coisa é a necessidade de reduzir os dias em que publico semanalmente. Sei que tem gente que acha pouco duas postagens por semana. Infelizmente cada vez mais está sendo muito penoso pra mim ter que publicar duas vezes. Até mesmo para garantir uma boa periodicidade e qualidade nas tiras, a partir de 2018 vou publicar apenas no sábado. Quem sabe, mais pra frente a gente volta a publicar mais vezes por semana...
Outra mudança, ou melhor novidade, é que agora tomei vergonha na cara e comprei um domínio só nosso: www.cartunfolio.com um espaço virtual independente onde você encontrará todas as tiras publicadas até hoje, vídeos, textos e muito mais.
Além do site, o Cartunfólio estará mais presente nas redes sociais, com suas contas no Instagram, Facebook, Twitter e até canal no YouTube... Bom, assim aguardo, pelo menos.
Espero que tenham entendido e me desculpando por estar tão ausente nesses últimos meses onde tantas coisas aconteceram no Brasil e tantas tiras que poderiam surgir foram para o saco, literalmente.
 
Beijos na teta esquerda,

Zandré,
Criador do Cartunfólio.






9 comentários:

  1. Minhas madrugadas vazias e sem sentido acabaram!
    Zandré está de volta...e papai!

    ResponderExcluir
  2. Valeu Zandré, já posso voltar do meu período de meditação nas montanhas ,O cartunfólio voltou!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Certifique-se de não esquecer de trazer o carregador de celular com você. Do contrário vai ter que subir tudo de novo.

      Excluir
  3. Parabéns pela paternidade.
    Bom e retorno e "achei ofensivo, posta mais".
    Abraço!

    ResponderExcluir